.mais sobre mim

.livro de reclamações

mail: dragao.azull@sapo.pt msn: dragao.azull@hotmail.com hi5: dragaoazull.hi5.com

.pesquisar

 

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. FIM

. Santamaria - "Castelos na...

. Angel

. modern talking--you're my...

. Milénio - Meu Universo és...

. A BOLA VAI ROLAR...

. BLOGS.... POLITICA.... SA...

. Macy Gray - I Try

. bailar pegados

. Ser corno ou não ser...

.arquivo

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

.tags

. todas as tags

.apito encarnado

[CoNtRa dOSsiEr], o apito Bermelho

.sic

.visitante

www.e-referrer.com
blogs SAPO

.subscrever feeds

Sexta-feira, 30 de Março de 2007

Rali de Portugal

Depois do espectáculo no estádio, está desde esta manhã nas estradas algarvias o renascido Rali de Portugal, pontuável para o Mundial da modalidade, orgulho recuperado dos portugueses de várias gerações, que em tempos puderam gabar-se de terem o melhor Rali do Mundo. Era o tempo das noites loucas de Sintra com uma disputa ao segundo ganha por Hannu Mikkola, os festivais de condução de Sandro Munari ou de Jean-Pierre Nicolas, as classificativas de Arganil, o Mercedes de Bjorn Waldegaard que faiscava na ponte da Cabreira por ser mais largo do que a dita, a célebre classificativa do nevoeiro cego (também em Arganil) quando o alemão Walter Rohl guiou pelas notas do co-piloto como se houvesse visibilidade e deu uma aviadela de vários minutos a toda a gente, os oito quilómetros em marcha-atrás feitos por Markku Alen no Fiat 131 Abarth, mais a Freita, o salto de Fafe, Fafe-Lameirinha, Orbacém, milhares a ver passar o cortejo nos troços de ligação, um país empolgado em torno dos gloriosos malucos das máquinas voadoras. Há também para recordar o fatídico acidente de Joaquim Santos em 1986 e o boicote dos pilotos de fábrica, que no ano seguinte voltaram e fizeram acto de contrição, porque essas coisas acontecem.

O Inverno rigoroso de 2001 prejudicou a prova, houve lama em excesso, dificuldades várias e um idiota chamado Tommi Makinen, ao tempo campeão do Mundo, que no final afirmou ter ganho por estar habituado a conduzir tractores desde os 13 anos. Balelas, conversa fiada para retirarem Portugal do calendário do Mundial, porque a Alemanha queria entrar e alguém tinha que dar a vaga. Foi esse o principal problema, independentemente da indisciplina do público, que acaba por não ser muito diferente da de outras paragens. Ontem de manhã, Armindo Araújo despistou-se e colheu espectadores e fotógrafos em lugar proibido durante o "shakedown". Um incidente, mais do que um acidente, e tem de servir como aviso para o resto da prova, mas não é preciso fazer disso uma catástrofe nacional ou justificativo para no próximo ano não haver Rali de Portugal no Mundial. Desde há muito que a prova não está garantida. Infelizmente, devido ao menor controlo de segurança, os acidentes no "shakedown" têm sido frequentes e desde 2001 que não havia Portugal na lista... No ano passado houve um acidente grave na Nova Zelândia sem reflexos presentes ou futuros. O Rali de Portugal regressou ao Mundial na classe dos "rotativos", que podem estar um ano, sair no seguinte e depois voltar. Não se sirvam de um incidente para atirar areia para os olhos do povo.

 

CARLOS MACHADO in o jogo

 

 

E para quando a Formula 1 de volta a Portugal?

 Booooooooooooooom Fim de Seeeeeeeeeeeeeemana.

 

sinto-me:
tags:
publicado por Dragão Azul às 11:50

link do post | comentar | ler comentários (4) | favorito
|

.links

.nota

As fotografias, alguns textos e vídeos visualizados neste página são provenientes de várias fontes: jornais; sítios oficiais e não oficias; órgãos de comunicação social e bases fotográficas estrangeiras; e motores de busca (Google). Se alguma entidade se sentir lesada ou não permitir a utilização de algum conteúdo constante neste sítio comunique-nos, por favor, e prontamente será retirado.