.mais sobre mim

.livro de reclamações

mail: dragao.azull@sapo.pt msn: dragao.azull@hotmail.com hi5: dragaoazull.hi5.com

.pesquisar

 

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. FIM

. Santamaria - "Castelos na...

. Angel

. modern talking--you're my...

. Milénio - Meu Universo és...

. A BOLA VAI ROLAR...

. BLOGS.... POLITICA.... SA...

. Macy Gray - I Try

. bailar pegados

. Ser corno ou não ser...

.arquivo

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

.tags

. todas as tags

.apito encarnado

[CoNtRa dOSsiEr], o apito Bermelho

.sic

.visitante

www.e-referrer.com
blogs SAPO

.subscrever feeds

Quinta-feira, 24 de Abril de 2008

25 DE ABRIL DE 1974

Hino de Portugal

 

 

Revolução dos Cravos

 

O golpe de estado militar do dia 25 de Abril de 1974 derrubou, num só dia, o regime político que vigorava em Portugal desde 1926, sem grande resistência das forças leais ao governo, que cederam perante a revolta das forças armadas. Este levantamento é conhecido por Dia D, 25 de Abril ou Revolução dos Cravos. O levantamento foi conduzido pelos oficiais intermédios da hierarquia militar (o MFA), na sua maior parte capitães que tinham participado na Guerra Colonial. Considera-se, em termos gerais, que esta revolução trouxe a liberdade ao povo português (denominando-se "Dia da Liberdade" o feriado instituído em Portugal para comemorar a revolução).

Movimentações militares durante a Revolução

No dia 24 de Abril de 1974, um grupo de militares comandados por Otelo Saraiva de Carvalho instalou secretamente o posto de comando do movimento golpista no quartel da Pontinha, em Lisboa.

Às 22h 55m é transmitida a canção ”E depois do Adeus”, de Paulo de Carvalho, pelos Emissores Associados de Lisboa, emitida por Luís Filipe Costa. Este foi um dos sinais previamente combinados pelos golpistas e que desencadeou a tomada de posições da primeira fase do golpe de estado.

O segundo sinal foi dado às 0h20 m, quando foi transmitida a canção ”Grândola Vila Morena“, de José Afonso, pelo programa Limite, da Rádio Renascença, que confirmava o golpe e marcava o início das operações. O locutor de serviço nessa emissão foi Leite de Vasconcelos, jornalista e poeta moçambicano.

O golpe militar do dia 25 de Abril teve a colaboração de vários regimentos militares que desenvolveram uma acção concertada.

No Norte, uma força do CICA 1 liderada pelo Tenente-Coronel Carlos Azeredo toma o Quartel-General da Região Militar do Porto. Estas forças são reforçadas por forças vindas de Lamego. Forças do BC9 de Viana do Castelo tomam o Aeroporto de Pedras Rubras. Forças do CIOE tomam a RTP e o RCP no Porto. O regime reagiu, e o ministro da Defesa ordenou a forças sedeadas em Braga para avançarem sobre o Porto, no que não foi obedecido, já que estas já tinham aderido ao golpe.

À Escola Prática de Cavalaria, que partiu de Santarém, coube o papel mais importante: a ocupação do Terreiro do Paço. As forças da Escola Prática de Cavalaria eram comandadas pelo então Capitão Salgueiro Maia. O Terreiro do Paço foi ocupado às primeiras horas da manhã. Salgueiro Maia moveu, mais tarde, parte das suas forças para o Quartel do Carmo onde se encontrava o chefe do governo, Marcello Caetano, que ao final do dia se rendeu, fazendo, contudo, a exigência de entregar o poder ao General António de Spínola, que não fazia parte do MFA, para que o "poder não caísse na rua". Marcello Caetano partiu, depois, para a Madeira, rumo ao exílio no Brasil.

A revolução resultou na morte de 4 pessoas, quando elementos da polícia política (PIDE) dispararam sobre um grupo que se manifestava à porta das suas instalações na Rua António Maria Cardoso, em Lisboa.

 

 

Cravo

 

O cravo tornou-se o símbolo da Revolução de Abril de 1974; Com o amanhecer as pessoas começaram a juntar-se nas ruas, solidários com os soldados revoltosos; alguém (existem várias versões, sobre quem terá sido, mas uma delas é que uma florista contratada para levar cravos para a abertura de um hotel, foi vista por um soldado que pôs um cravo na espingarda, e em seguida todos o fizeram), começou a distribuir cravos vermelhos para os soldados, que depressa os colocaram nos canos das espingardas.

 

Fonte: wikipedia

Ermelinda Duarte - Uma Gaivota voava

 

1
Ontem apenas
fomos a voz sufocada
dum povo a dizer não quero;
fomos os bobos-do-rei
mastigando desespero.

2.
Ontem apenas
fomos o povo a chorar
na sarjeta dos que, à força,
ultrajaram e venderam
esta terra, hoje nossa,
esta terra, hoje nossa

 
3
Uma gaivota voava, voava,
asas de vento, 
coração de mar.

(repete) Uma gaivota... mar
Como ela, somos livres,
somos livres de voar.
(repete) Como ela.. de voar

4.
Uma papoila crescia, crescia,
grito vermelho
num campo qualquer.
(repete) Uma papoila...qualquer.
Como ela somos livres,
somos livres de crescer,
(repete) Como ela ... crescer.
5.
Uma criança dizia, dizia
"quando for grande
não vou combater".
(repete) Uma criança...combater
Como ela, somos livres,
somos livres de dizer.
(repete) Como ela...dizer.

6.
Somos um povo que cerra fileiras,
parte à conquista
do pão e da paz.
(repete) Somos um ... paz
Somos livres, somos livres,
não voltaremos atrás.
(repete  3 vezes) Somos livres ...atrás

 

sinto-me:
publicado por Dragão Azul às 22:00

link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Dragão Azul a 24 de Abril de 2008 às 22:41
25 de Abril de 2008 - passados estes anos todos é preciso uma revolução para colocar este país na ordem, são sempre os mesmos a governar e pouco fazem para o bem do POVO QUE É QUEM MAIS DEVIA ORDENAR....

O povo esta a ordenar mal, coloca no governo sempre os mesmo, mesmo sabendo que nada fazem, elege presidentes de camara que estão acusados de corrupção ou coisas do genero (Esaltino Morais e Fatima Felgeuira entre outros) considerando-as como hirois, mesmo sem o apio dos partidos...

Depois são sempre os mesmos que querem ir para o poleiro do poder (é só ver quem são os candidatos a presidentes do maior partido da oposição e no governo cada remodelação que se faz é a mesma coisa), ora agora vais tu, ora agora vou eu... e se fossem trabalhar para saberem o que custa a vida.... ó palhaços.... não vos esqueceis que quem paga os vossos ordenados são os impostos que o POVO português paga.

E para colocar o país em ordem, nem a policia nos vale.....


De Cris a 25 de Abril de 2008 às 23:45
Que um Novo Abril surja e finalmente se saiba o que é liberdade e segurança de um povo.


Beijocas e bom fds

Comentar post

.links

.nota

As fotografias, alguns textos e vídeos visualizados neste página são provenientes de várias fontes: jornais; sítios oficiais e não oficias; órgãos de comunicação social e bases fotográficas estrangeiras; e motores de busca (Google). Se alguma entidade se sentir lesada ou não permitir a utilização de algum conteúdo constante neste sítio comunique-nos, por favor, e prontamente será retirado.