.mais sobre mim

.livro de reclamações

mail: dragao.azull@sapo.pt msn: dragao.azull@hotmail.com hi5: dragaoazull.hi5.com

.pesquisar

 

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. FIM

. Santamaria - "Castelos na...

. Angel

. modern talking--you're my...

. Milénio - Meu Universo és...

. A BOLA VAI ROLAR...

. BLOGS.... POLITICA.... SA...

. Macy Gray - I Try

. bailar pegados

. Ser corno ou não ser...

.arquivo

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

.tags

. todas as tags

.apito encarnado

[CoNtRa dOSsiEr], o apito Bermelho

.sic

.visitante

www.e-referrer.com
blogs SAPO

.subscrever feeds

Quarta-feira, 15 de Outubro de 2008

Blog - RAFEIRO PERFUMADO

 

"As gaijas nunca estão satisfeitas...

 

Antes que seja feita qualquer conotação sexual com o título (se é que ainda vou a tempo), o que eu quero dizer é que, por muito que nós, machos, nos esforcemos para vos agradar, fêmeas, nunca parece ser suficiente. E esta frase também deve ser interpretada sem conotações sexuais...

Atentem na seguinte situação e vejam se eu não estou, como sempre, coberto de razão. Tinha decidido fazer um serão especial. Tadinha da jove, tinha trabalhado o Sábado inteiro, pelo que eu resolvi fazer-lhe uma surpresa e organizar um belo jantar, daqueles românticos e preparatórios para outras “coisas”.

Após mais de 18 minutos com os preparativos, observei de longe a minha obra, inchado de orgulho. Fosca-se, se aquilo não a metesse com o coração a palpitar como o de um passarinho, não sei o que mais poderia fazer. Esperei ansiosamente que ela chegasse, ansiando pela sua reacção. Quando ela assomou à porta, recebi-a com um beijo, cheio de malícia. Encaminhei-a para o palco dos sonhos, tendo sido este o cenário que ela encontrou.

Na lareira, o fogo crepitava duma forma viva, projectando na sala uma luz acolhedora e sombras sensuais, que pareciam dançar só para nós. Na mesa, várias velas aromáticas ardiam lentamente, lançando para o ar aromas inebriantes, que faziam ter vontade de fechar os olhos por forma a apurar ainda mais o olfacto. E música... naquele momento ecoavam notas orientais, com sons tão hipnóticos como suaves. Na mesa, o nosso melhor serviço reluzia, só esperando que mãos hábeis o manobrassem durante o repasto. E eu... o que dizer da minha aparência? Barbinha por fazer, como ela gosta, tendo tido o cuidado de lavar a cara e passar os dedos pelo cabelo. Enfim, estava o borracho do costume...

Agora digam-me: havia necessidade de no meio disto tudo implicar com o pormenor do jantar ser entregue pela TelePizza? É que até tive o cuidado de pedir com extra-bacon e tudo!

Até sempre,
Rafeiro Perfumado"
 

1-Quando começou a tua aventura  na blogosfera e qual foi o objectivo se é que ouve algum? Qual foi o teu 1º blog?

 

 

A minha aventura começou no dia 18 de Abril de 2006, por influência da minha sobrinha, que me disse nesse dia que tinha um blog. Quando cheguei  a casa, fui investigar, e a atracção pelo botão "criar blogue" foi irresistível. Este foi o meu primeiro blog, e o objectivo foi duplo, começar a colocar no "papel" ideias malucas que tinha e acompanhar a evolução tecnológica da minha sobrinha.

 

2- Como surgiu o nome Rafeiro Perfumado?

 

Porque o nome "Dromedário Saltitão" estava ocupado. Depois de mais umas quantas tentativas, lembrei-me do Gato Fedorento, e do tipo de humor que eles têm com o qual me identifico. Foi uma associação feliz, gosto imenso do nome, e acho que reflecte bastante a minha postura, de ir cheirando as coisas, com sentido critico, não me importando de dar umas mijinhas naquilo que merece.

 

3- È facil de responder aos mais de 100 comentarios que cada poste tem? Tens ajuda de alguem?

 

 

Gostaria de dizer que tenho uma equipa de romenos na cave, mas não tenho. Custa apenas se os deixar acumular, pois são repartidos pela semana que o texto está activo. Mas é algo a que me "obrigo", pois acho o mínimo que posso fazer por quem dedica algum do seu tempo a ler-me e a comentar as minhas baboseiras.

 

4- Cada poste é um tema diferente de onde vem esses temas e a abordagem desses temas, assim tão ironicos? E as imagens?

 

 

Eu tenho alguns períodos de incontinência criativa, já cheguei a escrever 27 textos num dia. Sempre que há algo que me chama a atenção (situações do dia a dia ou notícias que vejo nos órgãos de comunicação social), anoto esse tópico num bloquinho que me acompanha sempre, e depois quando tenho tempo basta desenvolvê-lo, o que por vezes resulta numa frase, noutras num texto mais gordinho. Quanto às imagens, por vezes é lixado encontrar uma que reflicta o espírito do texto. Uso essencialmente o gettyimages ou o motor de busca do Google, além de uma ou outra que almas caridosas me vão enviando.

 

5- Como surgiu a ideia de fazeres um livro (Rafeiro Perfumado - a minha vida dava um blog) com os postes do blog? Quem aparece na capa do livro é o dono do Rafeiro?

 

 

Como correu a venda do livro? Acho que foi uma consequência natural, o blog estava a ter sucesso e muitas pessoas me incentivaram a dar esse passo. No fundo foi uma compilação dos melhores textos passado para o papel, que digam o que disserem, continua a atrair-me muito mais que a net. Não, quem aparece na capa não é o dono do Rafeiro, eu sou muito mais giro. Foi uma imagem sacada de um banco de imagem, da responsabilidade da editora, processos é com ela! As vendas podem ser definidas ou como excelentes ou nojentas. Excelentes se forem vistas como a edição de um livro resultante de um blog desconhecido, com um autor desconhecido, sem qualquer publicidade. Dum ponto de vista editorial, e se compararmos com escritores a sério, vem a parte nojenta.

 

6- A forma cuidada com que escreves os textos do blog de alguma forma ficou afectada com o aparecimento do (des)Acordo Ortográfico?

 

Nadinha, continuo e continuarei a escrever da mesma forma, estou-me a borrifar para o Acordo. Dou erros, muitas vezes chamam-me a atenção (o que agradeço, mesmo que depois mande espancar essas pessoas), mas pelos vistos irei ainda dar mais, pois não alterarei uma vírgula a minha forma de escrever.

 

7- Que opinião tens sobre a luta constante de alguns que comentam os postes fazem para serem os primeiros?

 

Acho piada, e no fundo sei que é por brincadeira, pois ninguém no seu juízo perfeito acharia que fosse um grande feito ser o primeiro a comentar. Espero...

 

8- Este governo está a fazer uma grande aposta nas energias renovaveis, achas que  país vai ganhar alguma coisa com isso ou vai ser mais um projecto falhado?

 

 

Qualquer aposta que seja feita nas energias renováveis, pequena ou grande, será sempre ganha. Que se reduza a dependência dos combustíveis fósseis em 1% e já terá valido a pena.

 

9 - A culpa do aumento da criminalidade em Portugal é das leis que são leves ou do governo que não contrata mais Rafeiros para dar cabo dos criminosos?

 

 

De ambas as coisas. Por critérios economicistas foram libertados inúmeros presos perigosos, que se sentem protegidos pela brandura do nosso código penal. A pouca dotação das nossas forças policiais, em efectivos e material, também não ajuda. Porra, temos um país pequeno, seria suposto ser fácil de vigiar!

 

10- Define em poucas palavars:

 

Queen – Para mim, a melhor banda de sempre

 

Benfica – Uma paixão, não exarcebada, mas sempre viva

 

Acordo Ortográfico –Uma aberração e um atentado à nossa identidade nacional

 

Justiça – Um dos maiores cancros do nosso país

 

Politicos – Uma corja. O que me preocupa é saber que quem for a seguir será igual ou pior.

 

Rafeiro Perfumado (o livro) – Um lindo projecto, que sinto que podia ter ido mais longe.

 

Física Quântica – É uma expressão gira para meter na barra lateral de um blog

 

Sintra – Um paraíso na terra, que o Homem ainda não consegui descaracterizar

 

Música – sempre presente, é um alimento para a alma, em casa, no emprego, nos transportes...

 

Glândulas mamárias – um dos atributos maravilhosos que as mulheres têm. Alguns homens também, mas essas não aprecio.

 

 http://rafeiroperfumado.blogspot.com/

publicado por Dragão Azul às 09:00

link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De gataverde a 16 de Outubro de 2008 às 22:34
I love Rafeiro...
De Rafeiro Perfumado a 16 de Outubro de 2008 às 22:38
Esse selo, pá, foi das coisas mais estranhas que me aconteceu por aqui. Eu a querer gozar com os selinhos e premiozinhos e aquilo pegou e espalhou-se!

Abraço e obrigado pelo destaque, jove!
De MrCosmos a 17 de Outubro de 2008 às 15:12
Rafeiro, Gosto em conhece-lo um bocadidinho melhor.
Gosto dos teus escritos porque me identifico bastante nesse ponto de vista e leitura da vida, e portanto, da blogosfera também.
A dos gatos fedorentos versus rafeiro perfumado, é uma das várias curiosidades, que no fundo me fazem ter que tirar mais uma vez o chapeu ao Dragão azul.
Muito boa "Grande entrevista" Dragão!
Está visto que tens sucesso para a coisa e que és muito bom "perguntadeiro". Adivinho-te muito bom sucesso neste formato de abordagem no blogue e que já é uma aposta gamha!

Abraços do Mister aos dois!
De Cris a 18 de Outubro de 2008 às 10:42
Muito boa entrevista, muito bom entrevistado. (Keto rafa, senão digo que tás a tentar morder-me o tornozelo).

Dragão, a tua ideia foi genial. Parabéns e continua. Adorei. Bjcs larocas e bom fds
De Catarina Portela a 22 de Outubro de 2008 às 14:56
É um dos grandes Blogs. Sem dúvida.
Quando me quero rir, vou lá espreitar e tudo fica melhor.
Realmente as ideias dele são qualquer coisa de anormal.
É impressionante, ele nasceu de facto para escrever temas cómicos.

Grande Rafeiro.

Comentar post

.links

.nota

As fotografias, alguns textos e vídeos visualizados neste página são provenientes de várias fontes: jornais; sítios oficiais e não oficias; órgãos de comunicação social e bases fotográficas estrangeiras; e motores de busca (Google). Se alguma entidade se sentir lesada ou não permitir a utilização de algum conteúdo constante neste sítio comunique-nos, por favor, e prontamente será retirado.