.mais sobre mim

.livro de reclamações

mail: dragao.azull@sapo.pt msn: dragao.azull@hotmail.com hi5: dragaoazull.hi5.com

.pesquisar

 

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Desafios

. Valor de um Sorriso

. LIBERDADE

.arquivo

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

.tags

. todas as tags

.apito encarnado

[CoNtRa dOSsiEr], o apito Bermelho

.sic

.visitante

www.e-referrer.com
blogs SAPO

.subscrever feeds

Sexta-feira, 18 de Abril de 2008

Desafios

Cris desafiou. Eu, devo escrever uma frase com seis palavrinhas apenas. O Desafio  que segundo ela veio de um outro blog que desafiou a Cat, o Resonant-enigma.

Cá vai então: 

 

Quero ser livre como o mar... e ter a força das suas ondas quando elas  batem na areia. No mar encontro a liberdade, a paz e a armonia.

 

Ora os felizes contemplados são:

Mr Cosmos

In My Way

Sonhadora

Gata Verde

catawyna
Carla Granja

 

 ************************

Amor é Mar
 
O amor é tão grande como o mar
Tão forte e de um encanto infindável
Até é capaz de matar
O amor é tão belo como o mar
Onde adultos são crianças
Os olhos brilham, o coração acelera,
A existência tem outro sentido diante do amor
A perfeição tem outra visão diante do mar
A vida tem outros valores diante do amor.
 
Tal como o mar, o amor se renova em ciclos
no mar são as marés, que sobem e abaixam as águas
no amor, são os pequenos sinais, as delicadezas
o respeito, a afeição pelo outro, as lembranças
que vão edificando um sentimento maior que o mar
maior que o próprio amor, acelerando com a idade
sendo tão bondoso que abre mão de si mesmo
quando deixa de ser uma paixão
para se tornar cumplicidade.
 
Enfrente ao mar, contemplo as ondas no vai e vem sem fim
e tenho esperanças, que assim como as ondas
o amor que se foi, pode dobrar, ou se renovar
e assim como estou diante do mar
poderei estar diante de um novo amor
para um reiniciar, num indo e vindo infindo
como o próprio mar, como o próprio amor.
 
Fernando de Sousa Pereira

 

 

Como uma Onda...

publicado por Dragão Azul às 19:30

link do post | comentar | ler comentários (12) | favorito
|

.links

.nota

As fotografias, alguns textos e vídeos visualizados neste página são provenientes de várias fontes: jornais; sítios oficiais e não oficias; órgãos de comunicação social e bases fotográficas estrangeiras; e motores de busca (Google). Se alguma entidade se sentir lesada ou não permitir a utilização de algum conteúdo constante neste sítio comunique-nos, por favor, e prontamente será retirado.